Prêmio literário da Biblioteca Nacional inclui tradição oral ancestral

Navegue pelo conteúdo

[ad_1]

A Biblioteca Nacional recebe até o próxima sexta-feira (28) inscrições de autores para seu tradicional prêmio literário, realizado desde 1994. Neste ano, a novidade foi a inclusão da categoria que contempla cantos ancestrais e narrativas da oralidade, recolhidas no Brasil, entre povos originários, ribeirinhos e de matrizes culturais, o Prêmio Akuli.

A premiação para os textos de tradição oral homenageia Akuli, jovem sábio da tribo Arekuná. A Biblioteca Nacional resgata que ele foi um exímio narrador de histórias ancestrais, e que a literatura oral sobre Macunaíma, que Akuli transmitiu ao cientista alemão Theodor Koch-Grünber, foi determinante para a obra de Mário de Andrade.

O presidente da Biblioteca Nacional, Marco Lucchesi, explica que premiar a tradição oral em um prêmio literário agrega a perspectiva de um olhar delicado sobre a memória oral.

“A ideia é privilegiar a produção oral, quando ela passa a integrar a fixação, o livro, a memória que se recupera – porque a Biblioteca Nacional também é a casa da memória”, afirma.

Para se inscrever no prêmio é preciso ter nacionalidade brasileira e ter obras inéditas (1ª edição) redigidas em língua portuguesa e publicadas por editoras nacionais, entre 1º de maio de 2022 e 30 de abril de 2023. Autores independentes também podem concorrer, desde que a obra esteja em Depósito Legal e traga impresso o número do ISBN (International Standard Book Number). 

O vencedor de cada uma das 10 categorias recebe o prêmio de R$ 30 mil. Os resultados serão divulgados no Diário Oficial da União e no portal da Biblioteca Nacional, em 27 de outubro.

Serão analisados pelas comissões julgadoras critérios: qualidade literária, originalidade, contribuição à cultura nacional, criatividade no uso dos recursos gráficos e excelência da tradução.

Conheça as 10 categorias do prêmio:

● Poesia (Prêmio Alphonsus de Guimaraens)

● Romance (Prêmio Machado de Assis)

● Conto (Prêmio Clarice Lispector)

● Tradução (Prêmio Paulo Rónai)

● Ensaio Social (Prêmio Sérgio Buarque de Holanda)

● Ensaio Literário (Prêmio Mario de Andrade)

● Projeto Gráfico (Prêmio Aloísio Magalhães)

●Literatura Infantil (Prêmio Sylvia Orthof)

● Literatura Juvenil (Prêmio Glória Pondé)

● Histórias de Tradição Oral (Prêmio Akuli).

Por Agência Brasil

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe seu comentário